Comunicação para Diversidade

Slider

Dicas de Leitura

Como ser um líder inclusivo | por Liliane Rocha
Para todos aqueles que estão em posição de liderança nos mais variados contextos e instituições o livro “Como ser um líder inclusivo” é acima de tudo uma síntese da experiência prática da Liliane Rocha, que ao longo de 13 anos atuando com Sustentabilidade e Diversidade em grandes empresas no Brasil e América Latina ganhou bagagem suficiente para contribuir com o debate do tema junto as empresas brasileiras e até internacionais. A partir de abordagem prática, o livro traz histórias que estão inseridas no mundo empresarial, além de dados, estatísticas, aspectos de direitos humanos e vantagem competitiva para quem busca conhecimento nesta emergente discussão.


Igualdade de gênero no mundo do trabalho: projetos brasileiros que fazem a diferença | por Denise Carreira
A obra traz relatos de mulheres que ascenderam e obtiveram sucesso em suas áreas do mercado de trabalho para que assim inspirem outras a superarem as dificuldades de inserção, permanência e liderança que se observam atualmente.


Executivos Negros: Racismo e Diversidade no Mundo Empresarial | por Pedro Jaime
Pedro Jaime aborda a inclusão do negro na sociedade brasileira a partir da investigação do racismo e da diversidade no contexto empresarial paulistano, dando espaço, nesta obra, para as vozes de uma categoria social que denomina de “executivos negros”. Além de apresentar um levantamento numérico e qualitativo destes indivíduos e do cargo que ocupam, o autor também recorre à etnografia e à reconstrução de narrativas biográficas para mapear a trajetória profissional de duas gerações de executivos negros em São Paulo, nas quais baseia seu estudo. Deste modo a obra capta o quadro de mobilidade desse grupo e o conjunto de fatores que a determinam, deixando em evidência as grandes mudanças na construção destes percursos profissionais entre 1970 e o começo do século XXI.


Diversidade sexual e trabalho | por Maria Freitas e Marcelo Dantas
Estudos sobre gênero, sexo, sexualidade, diferentemente de outras áreas mais “estáveis” das ciências sociais, crescem impressionantemente, desde as primeiras décadas do século XX, por uma razão muito simples: a vida real tem sido sempre mais ágil, rápida, transformadora e inovadora do que os intelectuais têm conseguido acompanhar. Desde o início, o que animou este trabalho foi a ideia de uma coletânea que analisásse o tema a partir de múltiplas perspectivas, por acadêmicos renomados em seus campos de atuação, oriundos de diferentes instituições espalhadas pelo Brasil, e com o compromisso de lançar um olhar novo, ousado, original sobre a questão, buscando ultrapassar os ranços, as mágoas, as discriminações, os estigmas e os preconceitos. Entendemos que a Sociologia tem dado conta da análise histórica das reações sociais envolvidas nas questões de gênero, no entanto sentimos a ausência de uma análise que supere os impasses, que lance a discussão no ambiente de trabalho diverso e moderno como o que temos hoje.


O pluriverso dos direitos humanos: A diversidade das lutas pela dignidade | por Boaventura de Sousa Santos e Bruno Sena Martins
O presente volume reúne 21 textos que retratam o diálogo de investigadores e investigadoras de todos os continentes, que nos confrontam com temas e realidades sociais que nos convidam a pensar o lugar dos direitos humanos nas lutas contra o capitalismo, o colonialismo e o patriarcado. Por meio dos textos aqui reunidos, comparece nas páginas deste livro um pluriverso de linguagens, geografias e corpos em luta que mostram o quanto a concepção hegemônica, nortecêntrica, dos direitos humanos está hoje num impasse enquanto linguagem de transformação emancipatória das sociedades.


Diversidade | por Tatiana Belinky
Os versos da autora mostram que não basta reconhecer que as pessoas são diferentes. É preciso respeitar as diferenças, seja no aspecto físico, no comportamento ou na personalidade. Essa diversidade está na cor da pele, na textura do cabelo, nos humores ou no temperamento, fatores que não tornam as pessoas melhores ou piores, mas diferentes, como todos os seres humanos


Gestão de pessoas: práticas de gestão da diversidade nas organizações, organizado | por Juliana Camilo, Ivelise Fortim e Pedro Aguerre
Compor um quadro de pessoal heterogêneo deve ser um objetivo a ser alcançado nas organizações não só por conta de sua responsabilidade social mas também porque ter colaboradores com diferentes características e pontos de vista pode auxiliar a empresa a compor suas estratégias e suas formas de atuação para atingir ganhos e metas mais rapidamente, além de manter uma boa imagem diante dos consumidores e da própria equipe. No entanto, como implantar práticas que sejam efetivamente inclusivas e não restritas ao mero cumprimento de uma exigência legal? Como gerenciar os conflitos que podem surgir em virtude dessas diferenças no ambiente organizacional? Gestão de pessoas: práticas de gestão da diversidade nas organizações é um lançamento do Senac São Paulo voltado para estudantes, profissionais de RH, gestores e demais interessados em refletir sobre a realidade das empresas e propor maneiras de lidar com a diversidade de gênero, etnia, cultura, orientação sexual, idade, religião, entre tantos outros aspectos, de forma consciente e bem fundamentada nesses contextos.


Inclusion: Diversity, the New Workplace & the Will to Change | por Jennifer Brown
No cenário de rápidas transformações no mundo dos negócios, semear o poder da diversidade e da inclusão é essencial para a própria viabilidade e sustentabilidade das organizações. Os talentos que se sentirem valorizados e respeitados no ambiente de trabalho serão o combustível desse crescimento. Só haverá sucesso nessas transformações se lideranças, cultura e sistema também se reinventarem. O livro traz o verdadeiro significado que a diversidade e a inclusão representam para qualquer organização: oportunidade.


O poder da empatia: A arte de se colocar no lugar do outro para transformar o mundo | por Roman Krznaric
Um antídoto poderoso para esses tempos de individualismo e uma ferramenta eficaz para uma vida melhor A empatia tem o poder de curar relacionamentos desfeitos, derrubar preconceitos, nos fazer pensar em nossas ambições e até mesmo mudar o mundo. Nesse livro, o filósofo e historiador da cultura Roman Krznaric sustenta que, ao contrário do que pensamos, não somos eminentemente autocentrados, pois nosso cérebro é equipado para a conexão social. Baseado em mais de doze anos de pesquisas em diversos campos do saber, ele nos leva a uma jornada através dos séculos para mostrar por que devemos desenvolver a empatia, ensinando ao mesmo tempo como é simples praticá-la. O autor expõe os seis hábitos das pessoas extremamente empáticas, cujas habilidades lhes permitem conectar-se com outras de maneira extraordinária e, assim, fazer a diferença e transformar as relações. Quer sejam médicos, cientistas, banqueiros, policiais, moradores de rua ou abastados fazendeiros, todos têm uma história para contar. Ao longo do caminho, Krznaric relembra também a trajetória de personagens de destaque da história (Gandhi, Mandela, Che Guevara, entre outros) e exemplos marcantes de "empatistas" reais e fictícios no cinema e na literatura.


Driven by Difference: How Great Companies Fuel Innovation Through Diversity | por David Livermore
A força de trabalho nunca foi tão diversa. Porém, apesar das novas perspectivas e novos talentos, a promessa de aumento da inovação raramente se materializa. Por que tão poucas empresas conseguem resultados? Estudos mostram que equipes diversas são mais criativas que as homogêneas - mas só quando são gerenciadas de forma efetiva. O segredo é minimizar os conflitos e maximizar a diversidade de informações, proveniente da variedade de valores e de experiências. Para isso, líderes e equipes precisam de um nível alto de "inteligência cultural", ou CQ (cultural intelligence). O livro conta histórias bem sucedidas de empresas que souberam transformar o potencial da diversidade em sucesso econômico.